terça-feira, 8 de julho de 2008

Bolo "Black & White"

Ou seja, bolo húmido e muito guloso, mas nada enjoativo, de dois chocolates — preto e branco. É uma versão modificada do da April. Vão lá ver o blogue dela.




Primeiro fizemos os cremes.

De chocolate preto:

Ferve-se meio litro de leite num tacho. À parte, juntam-se 4 gemas, 90g de açúcar amarelo e 3 colheres de sopa de amido de milho (Maizena). Mistura-se tudo muito bem. Adicionam-se 2 conchas de leite quente a essa mistura, mexendo sempre para os ovos não coagularem. Depois, junta-se a mistura resultante ao restante leite fervido e leva-se tudo novamente a ferver em lume médio, mexendo sempre. Assim que começar a espessar, desliga-se o lume e continua-se a mexer durante mais ou menos 2 minutos. Juntam-se a isto 200g de bom chocolate preto partido em pedaços pequenos e 2 ½ colheres de sopa de margarina (usámos Vaqueiro), mexendo novamente até o chocolate ter derretido por completo e o creme ficar liso e homogéneo. Deixa-se arrefecer e leva-se, tapado, ao frigorífico, onde repousará durante duas ou mais horas, até ficar bem frio.


De chocolate branco:

Deixa-se engrossar em lume médio um pacote de natas, juntam-se 200g de chocolate branco (usámos Galak) partido aos bocados, e reduz-se o lume para o mínimo, mexendo sempre, até o chocolate derreter. Tal como o precedente, deixa-se arrefecer e leva-se, tapado, ao frigorífico, onde "estagiará" até ficar bem frio.


Depois fizemos o bolo propriamente dito.

Ingredientes:

500ml de farinha de trigo;
200ml de açúcar branco;
190ml de leite;
150g de margarina, à temperatura ambiente;
4 ovos grandes;
1 colher de sopa de vinagre;
1 colher de sopa de fermento royal;
1 colher de chá de vanilina;

Preparação:

Antes de tudo o mais, é necessário ter 190ml de buttermilk. Se lhe tiver acesso, óptimo. Se, como nós, nem fizer ideia de onde o obter, terá de preparar um ersatz. Faz-se assim: aos 190ml de leite à temperatura ambiente, junta-se uma colher de sopa de vinagre ou sumo de limão. O leite começará imediatamente a coalhar. Deixa-se repousar durante 10 minutos e está feito. Ora, o bolo preparado com o substituto ficou delicioso — tudo está bem.

Com a batedeira eléctrica, bate-se a margarina até ficar maleável e junta-se-lhe o açúcar. Bate-se novamente durante 2 ou 3 minutos. Parte-se um dos ovos e separa-se a gema da clara. Só se aproveita a gema, que se adiciona à mistura de açúcar e margarina. Bate-se durante 1 minuto. Depois, juntam-se os restantes (3) ovos, estes com a clara, um a um, batendo sempre durante 1 minuto após a adição de cada ovo.

Noutro recipiente, juntam-se a farinha, o fermento e a vanilina. Adiciona-se metade desta mistura à outra mistura (a de açúcar, margarina e ovo). E a isto tudo, o substituto do buttermilk. Depois adiciona-se à base do bolo a restante mistura de farinha, batendo sempre com a batedeira eléctrica.

Vai ao forno durante 45 ou 50 minutos a 170/180ºC numa forma untada com Vaqueiro e polvilhada com farinha.

Por fim, o bolo desenformou-se e deixámo-lo arrefecer. Com uma grande faca serrilhada, aplicaram-se dois cortes longitudinais ao bolo, ficando este dividido, por assim dizer, em 3 "andares". Recheámos o interior com o creme de chocolate preto e cobrimos o exterior, depois de o picarmos — bem fundo — com um pauzinho de fazer espetadas, com o creme de chocolate branco.




Agora a parte mais difícil: uma vez montado, dê ao bolo (coberto por uma redoma ou algo do género) três horas de frigorífico antes de o comer.

Ficou bonitinho. De resto, bastará dizer que nós somos só dois e o bolo já não existe.