domingo, 13 de julho de 2008

Frango + Cogumelos + Natas

Num bonito gesto de solidariedade dentro do nosso espírito de "passe pouco tempo na cozinha, muito a comer", resolvemos partilhar convosco a delícia rápida e fácil que me ajudou a beber a garrafa do post anterior.

Num tacho baixo e largo (ou numa frigideira com estas características, ou num wok) deita-se um fundo de óleo de amendoim e 3 alhos inteiros descascados. Leva-se a lume forte. Deitam-se no óleo quente 400g de bifes de frango cortados em tiras finas e temperados de sal, colorau e um pouco de picante. Deixa-se alourar. Adicionam-se então 300g de cogumelos frescos cortados ao meio e um pouco de whisky ou vinho branco. Deixa-se o álcool evaporar e tapa-se. Cozinha assim durante mais ou menos 2 minutos. Por fim, junta-se um pacote (200ml) de natas. Cozinha mais um pouco, até o molho engrossar. Pode deitar-se uma colher de chá de farinha no molho para o tornar mais espesso. Come-se com arroz branco.




Meus amigos: já comi muito nesta vida, do melhor e do... razoável, apenas bonzinho. Do pior, penso não ter comido assim tantas vezes. Excepto talvez aqueles hambúrgueres que se compram na noite, à saída das discotecas, e que na altura nos sabem tão bem que pensamos «ia vomitar até morrer e esta merda salvou-me a vida», mas que, quando sobrevivem à viagem de regresso a casa em dias de menor ímpeto (ou fome, ou de maior alienação) e os tentamos morder, sóbrios, no dia seguinte... só sabem a decomposto, a venenoso, a mau.

Enfim, disperso-me. Perdão, perdão.

Dizia eu que já comi «alguma coisa» e, ainda assim, esta maravilha é daqueles pratos que venero, que faço gala de acompanhar sempre com bons vinhos, que continuo a querer repetir outra e outra vez, que não deixaria de comer por nada deste mundo. Abençoada S. por mo ter ensinado.