terça-feira, 12 de agosto de 2008

Dior — DiorSkin Forever: Extreme Wear Flawless Makeup FPS 25

Inspired by nano-technologies, Diorskin Forever takes smoothing, comfort and wear to the extreme for stay-true beauty, even in the most unfriendly environments — dizem eles...

Esta base fluida de longa duração, bem mate, ajuda a controlar o brilho da pele, e apesar de possuir um poder de cobertura a dar para o elevado, garante um aspecto saudável, natural. A cor de fundo surge em tons âmbar/amarelados, e não nos mais comuns laranjas e rosados de não gosto nada. Ainda sobre a cor, é interessante notar que o tom desta aparenta escurecer um pouco após algumas horas de utilização, um pouco como se algum dos pigmentos estivesse a sofrer alguma forma de oxidação.

Ao contrário de outras bases do mesmo género que já experimentei, apresenta uma textura leve, relativamente pouco espessa. A durabilidade, fantástica até em dias muito quentes, torna-a uma boa base para usar em saídas à noite e em dias quentes e húmidos. Possuir protecção solar só pode ser uma vantagem e, apesar de conter álcool, ainda não me fez notar nenhum efeito adverso, apesar da minha muito sensível pele. Talvez por não a usar com muita frequência...

Achei-lhe o cheiro bastante intenso, pelo menos a comparar com o de outras bases do mesmo tipo. Vem numa embalagem comum, perfeitamente aceitável, que funciona sem brilhar, tal como o sistema de dispensação do produto. Não duvido que valha os 35/40€ que custa.

Possuo a cor #022 — Cameo. Mais qualquer coisinha, claro está, aqui.




Acho mandatório a base ser aplicada de modo a se ficar com um look natural. Como pode ser que venham a dar jeito a alguém, aí ficam umas dicas — na verdade, quase um passo-a-passo — para o conseguir de forma mais eficaz.

• Antes da base, aplico sempre um creme hidratante oil free. Ou seja, um creme capaz de produzir hidratação, de base aquosa, cuja principal função é ajudar a pele a absorver água. Estes são cremes leves e não oleosos, e é importante não os confundir com os cremes nutritivos — usados com o intuito de alimentar a pele, logo, regra geral, de base oleosa: muitos nutrientes são exclusivamente lipossolúveis.

• Deixo secar o creme hidratante e, por cima, aplico um primer, que é, basicamente, uma pré-base que vai ajudar a 1) manter a pele hidratada, 2) conter os eventuais danos que a maquilhagem possa provocar à pele, 3) ajudar a fixar melhor a maquilhagem, o que a torna mais duradoura, e 4) alisar o grão da pele, fazendo com que a base se espalhe mais facilmente, usando uma menor quantidade. Em jeito de aparte, actualmente ando a usar uma Lancôme "La Base". Talvez um dia vos fale dela.

• Depois, e como a ideia é uniformizar o tom de pele, corrijo as zonas mais avermelhadas com correctores verdes e as olheiras com correctores de base laranja.

• Agito sempre bem o frasco que contém a base, à qual por vezes misturo um pouco de brilho — por exemplo, Bourjois "Embellisseur de Teint" — e aplico-a, espalhando 1) do nariz para fora da face, 2) do queixo para cima, para as maçãs do rosto, 3) na testa, em movimentos excêntricos, e 4) no pescoço, vindo de baixo até à linha do queixo. Tento sempre usar pequenas quantidades, espalhando-as muito bem — seja com um pincel ou com as mãos — sem deixar secar e passando, por fim, uma esponja de látex para alisar as linhas que possa ter deixado.

Note que é fundamental ter-se redobrada atenção a eventuais rugas, rídulas, reentrâncias, linhas de expressão e outros que tais para não se deixarem para trás inestéticas acumulações de produto.