quarta-feira, 17 de setembro de 2008

Grão Vasco — Garrafeira '1999

Da Sogrape, este Dão DOC é o irmãozinho maior do comum Grão Vasco. Um dos vinhos produzidos em maior volume no nosso país... até já na televisão o anunciaram. Várias vezes.

Vinificado a partir de uvas das castas Jaen, Alfrocheiro, Touriga Nacional e Aragonês, estagiou em depósitos de inox até ser engarrafado, onde voltou a estagiar até ser introduzido no mercado.

Tinto de 1999, é evidente já não se tratar de um jovem. Cor granada pouco concentrada. Aromas suaves e fugidios a bagas doces com toques balsâmicos a raiz de alcaçuz, folha de tabaco, fumo e cabedal. Acidez vincada, em parte volátil, que demora um bocadito a dissipar-se. Discreto na boca, mas saboroso. O álcool nota-se um pouco de mais: ou seja, só um pouco, mas mesmo assim de mais. O final, curto, é agradável.

É fino de carácter, mas também de corpo. Quase feminino. Quase — falta-lhe graciosidade. Não acredito que venha a melhorar com o tempo, muito pelo contrário.

15, se tanto.