terça-feira, 21 de outubro de 2008

Palha-Canas '2006

Este vem da Casa Santos Lima, uma vinícola bastante antiga do concelho de Alenquer. Como tantas outras empresas familiares, com muitas terras e alguma história, cheias de potencial por realizar, apostou a dada altura na comercialização de vinhos engarrafados de qualidade. Assim, e realizados os melhoramentos na adega que são costumários nestas situações, reentrou no mercado em 1996 e, hoje em dia, exporta a grande maioria — 90%, dizem! — do vinho que produz.

O terroir é o típico da zona. Encostas suaves situadas a altitude moderada — 100 a 200m — de solo argilo-calcário capaz de reter bem a água, e depois muito sol, moderado pelas brisas do Atlântico próximo, sendo as Primaveras chuvosas e os Verões secos.

Foi vinificado a partir de Touriga Nacional, Touriga Franca, Tinta Roriz, Castelão e Camarate. Parte do lote final foi envelhecido em meias-pipas de carvalho francês e português. Ficha técnica, aqui.

Não o decantei. Cor rubi de intensidade moderada. O ataque, achei-o fortemente animal, o que surpreendeu. Depois, esvaído todo aquele ensanguentado, couro e suor de animais de pêlo — ratos e afins — revelou-se fruta doce, madura, diria eu vermelha, alguma dela em compota, e chocolate, mais perceptível na prova de boca. É vinho de estrutura ligeira e final discreto, mas ainda assim muito agradável, muito sugestivo, que não cansa.

Custa pouco mais de 4€.

14,5