sábado, 11 de outubro de 2008

Quinta da Pacheca '2006

Tinto. Douro DOC. Tinta Barroca, Aragonês e Touriga Nacional. A quinta tem página web aqui.

Uma das mais antigas propriedades do Douro — consta que a primeira referência ao nome da quinta data de 1738, quando usado pela sua então proprietária, D. Mariana Pacheco Pereira — foi adquirida em 1903 por D. José Freire de Serpa Pimentel, um apaixonado pelo vinho que também o produzia e terá visto na Pacheca um bom ponto de apoio para a expansão do negócio. Actualmente, tanto produz vinho do Porto como vinhos de mesa, branco e tinto, que coloca no mercado com marca própria. Ademais, é um espaço aberto de formas muito interessantes ao turismo rural e possui ainda arquivos de inegável valor. Para os interessados, mais e melhor já foi dito, por exemplo aqui. Mas vamos ao vinho.

Cor rubi. De aromas, bastante completo: frutos vermelhos de boa intensidade e esteva, ligeiro balsâmico, uma ponta de olor químico, rebuçado, madeira e cabedal. Corpo robusto: acidez moderada, taninos um pouco secos. Sabor a fruta muito agradável, apenas temperado por um pouco de madeira. Final frutado, de bom comprimento.

É um vinho intenso, dotado de algum interesse, mas que de forma alguma surpreende. Está bem para imprimir alguma variedade a um consumo quotidiano, mas acredito que muita gente o ache caro para esse papel. Custou 8€.

Um dia destes abro o Reserva.

15