quinta-feira, 23 de outubro de 2008

Quinta das Baceladas '2004

De não muito longe daqui, da Bairrada, da zona de Cantanhede, vem este tinto, sem dúvida um dos mais interessantes do produtor, as já históricas Caves Aliança.

Foi elaborado a partir de Baga, Cabernet Sauvignon e Merlot, e estagiou durante um ano em barricas novas de carvalho francês. Foram produzidas 37901 garrafas.

Em 2006, levou 17,5 valores (e prémio «Melhor Compra») numa prova da Revista de Vinhos e 91 pontos no livro de Aníbal Coutinho «220 Melhores Vinhos Para 2007».

Foi decantado 1h antes de ser servido a 16ºC.

Aroma cheio, intenso, generoso, com muitos frutos silvestres, vermelhos e negros, maduros e compotados. Ligeiro balsâmico e notas de fumo e tosta completam o cenário.

Dotado de boa presença na boca, mostra fruta densa e complexa, nem doce nem amarga. Depois, chocolate e (bastante) madeira. Encorpado, não pesado. Álcool bem integrado. Taninos ainda um pouco adstringentes. Final longo e saboroso.

Adivinha-se um vinho de boa longevidade, que ainda não atingiu o apogeu, como é, aliás, comum na Bairrada. Para já, e para os 10€ que custa, só posso dizer que me parece muito bom!

É o segundo Bairrada à maneira de Bordéus que provo em relativamente pouco tempo — parece que existem parecenças a não desprezar entre os dois terroirs — e gostei muito de ambos. E por mais que goste dos bairradinos clássicos, tenho de reconhecer que este é um caminho muito interessante que certos produtores estão a seguir... pode ser que algo muito grande aguarde nas sombras, ainda em estado incipiente...

17