terça-feira, 21 de outubro de 2008

Quinta do Infantado — Vintage '2003

Pois é, voltámos.

Vamos lá, então, pôr a pinga em dia.

Já devem ter reparado que se fazem uns quantos bolinhos cá por casa. E agora digo-vos que ainda são mais os que vêm da rua. Sim, raramente dispensamos algo doce à sobremesa. Que gosto muito de acompanhar com Porto.

De facto, só não consumo mais para evitar ficar gordo como um porco chino.

Não que tenha assim tantos motivos concretos para me preocupar. Afinal, em 10 anos, passei de uma cintura 40 para uma 42. Que me desculpem a nota, quid sapit pedante, aqueles que por ela se sentirem ofendidos, mas... Calma. O aparte justifica-se. Pela importância da profilaxia.

Adiante.

O Porto que hoje aqui coloco é o Vintage de 2003 da Quinta do Infantado, de Gontelho, no Cima Corgo. Não lhe encontrei página web.

Retinto bonito, com reflexos arroxeados. Denso, doce, profundo. Em camadas, muita fruta — uvas em passa, figo, tâmaras, talvez papaia, abóbora cristalizada. Morangos e xisto na boca. Estrutura de respeito. Banana seca e pinhões no fim.

Ainda é uma criança. Vai durar mais que eu!

25€, mais ou menos.

Foi a garrafa nº 11812

17