domingo, 9 de novembro de 2008

José Maria da Fonseca — Garrafeira TE '1999

Palmela DOC, este TE — Tinto Especial — é um dos «Garrafeira» classificados com letras de código da José Maria da Fonseca.

Diz a página do produtor que este vinho provém dos solos argilo-calcários da Quinta de Camarate em Azeitão [ou seja, da Arrábida] e resulta da combinação da casta Castelão com outra internacionalmente conhecida: o Cabernet Sauvignon [75% da primeira e 25% da segunda]. Estagiou durante 11 meses em barricas novas de carvalho.

Foram feitas 32375 garrafas.

Quanto à prova — escusado será dizer que o bebi todo — revelou-se rubi transparente no copo com halo atijolado. Nariz leve e muito desenvolvido, de ataque indefinido, doce e terroso, que com o ar se foi transfigurando em morangos, muito rebuçado e folhas secas de eucalipto sobre fundo de cabedal, castanhas e restos de azeitona preta, daqueles que ficam para trás no lagar quando se faz azeite. Boca elegante, doce e não muito volumosa, cheiinha de fraises confites que aparentam estar já a recuar e taninos finos e poeirentos que começam a desvanecer-se num primeiro sinal de cansaço. Ainda delicioso, terá já passado o ponto óptimo de maturação.

Custou 20€.

16,5