quinta-feira, 27 de novembro de 2008

Monte da Ravasqueira '2006

Nhéec... entrei em fase de vinhos alentejanos. Aí vão três.

O primeiro, este Monte da Ravasqueira, que comprei por pouco mais de 5€ no Pingo Doce, foi vinificado e engarrafado na propriedade com o mesmo nome pela Sociedade Agrícola D. Diniz, de Arraiolos.

As castas são muitas: Syrah, Alicante Bouschet, Touriga Nacional, Aragonês, Trincadeira, Touriga Francesa e Petit Verdot. Estagiou durante 9 meses em barricas de carvalho francês.

É um vinho escuro, de aroma jovem e intenso a flores e frutos silvestres, morangos em batido e ameixas vermelhas, um pouco vinoso e com sugestões explícitas a iogurte de banana. Muito interessante, sem dúvida.

De corpo é redondo e equilibrado, com suaves notas achocolatadas e de praliné a arredondarem as muitas e ligeiramente ácidas bagas roxas e negras que compõem boa parte do sabor deste vinho.

Final correcto.

Para mim, foi das revelações «baratas» do ano. Penso repeti-lo muitas vezes com prazer.

16