sábado, 31 de janeiro de 2009

Sem-Fim '2006

Tinto duriense — vem do Cima Corgo — produzido pela Vallegre. Que, curiosamente, não o inclui na lista de tintos secos que disponibiliza online. Cor rubi. Fruto vermelho, esteva e baunilha no aroma. Tudo pouco saturado. Boca mediana em força e corpo. Bagas maduras e mais baunilha. Fácil, mas comedida na doçura. Ter-lhe-ei notado uns pozinhos de barrica? Acidez discreta. Final curto. Trata-se de um vinhito lúrido e muito simples, mas que consegue ser agradável. Fez-me lembrar de uma passagem d'«O Casarão Verde», de Ricardo Ferrer da Silva: «... e viu a mulher com cara de menina em expressão suave, como se estivesse dormindo». Penso que vá bem com comida ligeira — eu, pelo menos, gostei da forma como acompanhou os hambúrgueres de atum do post do passado dia 28. Dei por ele à volta de 2,50€, numa das «promoções» do Elefante. 15