sexta-feira, 10 de abril de 2009

Casillero del Diablo — Cabernet Sauvignon '2007

Continuando o périplo pelas garrafas consumidas nos últimos dias...

... este chileno do Valle del Maipo, monocasta Cabernet Sauvignon estagiado durante 8 meses em barricas de carvalho americano, é um vinho de cor rubi intensa e corpo de volume mediano, fresco, quase sumarento, de álcool discreto e final curto.

Tudo nele é muito redondinho, tanto que acaba por parecer mais cheio do que realmente é. Desta estrutura macia se libertam aromas e sabores (bastante intensos) de frutos negros — ameixa e groselha negra — com alguma barrica à mistura. Também, inevitavelmente, algum verde típico da casta, a sugerir ervas — trevo, cebolinho, manjericão — mas sobretudo legumes — pimento e cebola. Juntamente com estas, curiosas sugestões de carne cozida.

Globalmente, achei-o mais frutado e menos oleráceo que o de 2005. Pelo menos para mim, isso é uma coisa boa. Trata-se de um vinho feito para ser fácil e agradável. Não se trata de um grande Cabernet. Não só é um bocado plano como se lhe nota um certo ultra-polimento, uma certa plastificação que não consigo deixar de relacionar com falta de genuinidade. Um pouco à maneira deste.

Porém, pessoalmente, acho que cumpre os objectivos que lhe traçaram. Ou seja, não sendo um grande vinho, é um vinho que consegue dar muito prazer. Beba-se já.

Custou 7,50€.

16