quinta-feira, 9 de abril de 2009

Herdade do Esporão — Reserva '2005

Resultou da vinificação em separado das castas Aragonês, Trincadeira e Cabernet Sauvignon [40-30-30%]. Estagiou em barricas de carvalho americano durante um ano. Como de costume, aqui fica o enlace para a página do produtor. Bebi há tempos um espécime da colheita de 2001 que me deixou bastante bem impressionado.

Vinho de cor cereja, escura e saturada. Aroma intenso a frutos negros maduros e especiarias, licor de café, tosta de barrica e etanol. No princípio, detectei-lhe alguma acidez volátil que, contudo, rapidamente se dissipou — não a exigindo, deu-me a ideia de poder ganhar qualquer coisa com uma rápida decantação imediatamente antes de servido. Na boca mostrou frutos negros maduros, traços de acidez, especiarias, cacau e café. Corpo gordo, macio, bem estruturado, com bom equilíbrio entre fruta e taninos, estes quase completamente enterrados. Fresco quando bebido a 16/17ºC — a partir daí, os 14,5% de volume alcoólico começaram a sobressair. Final frutado e ligeiramente terroso, mais agradável que persistente. Numa palavra, sólido.

Custou 15€.

16,5