segunda-feira, 6 de abril de 2009

Herdade do Esporão — Touriga Nacional '2004

Já conhecia este vinho, embora nunca aqui tenha falado dele. Já aqui comentei, isso sim, o da colheita de 2005. Como esse, trata-se de um monocasta Touriga Nacional com seis meses de estágio em barrica. Isto, claro está, à data do seu lançamento — e já para aí anda a edição de 2006. O vinho propriamente dito, concentradíssimo — quase explosivo — em novo, tendo mantido o carácter quente e carnudo, é bem capaz de estar mais civilizado. As muitas violetas continuam lá, tal como a fruta madura e as sugestões de madeira tostada e especiarias. Mas, ou a memória me atraiçoa, ou está menos químico, mais frutado, mais doce, menos quente, intenso e pesado. E mais redondo, já quase sem aquela secura vegetal que até meados do ano passado lhe detectava no fim. Começam a despontar notas de cabedal, talvez sinal de que está a envelhecer — mas não lhe notei sinais de declínio. Depois do de 2001, a minha colheita favorita destes Touriga Nacional do Esporão — ainda cheio de força. . . Terá custado 10 ou 15€.

17