terça-feira, 28 de abril de 2009

Quinta do Encontro — Merlot / Baga '2006

Outro tinto baratinho e que não me deixou nada mal impressionado foi este, produzido — aliás, como o nome indica — na Quinta do Encontro (Dão Sul) a partir de uvas das castas Merlot e Baga. A ideia terá sido suavizar com a primeira o carácter fogoso da segunda quando jovem; resultou um vinho com o seu «quê» de originalidade e pronto a beber logo que lançado no mercado. Estagiou durante seis meses em barricas de carvalho francês. Ficha técnica, aqui.

Foi servido, sem ser decantado, a aproximadamente 16ºC.

Cor rubi de fraca intensidade. Fraca, para tinto. Aroma simples, plano até, mas singular q.b., a evocar leite carregadinho de açúcar mascavado. E mais cana de açúcar e melaços, com leves sugestões de flores e carne crua a surgirem muito de quando em vez, sempre fugazes. Fruta? Vermelha e madura, mas precisei de uma generosa dose de boa vontade para poder apontar que «aquilo» era fruta. Contudo, achei o conjunto agradável. Boca consentânea com o nariz, mas muito mais herbácea, muito mais «verde» — aliás, bastante taninosa. Álcool e acidez no ponto; final discreto.

É um vinho bastante original, rústico à sua maneira modernaça, mas descomplicado e muito capaz de agradar. Tem pormenores bonitos; pena a boca... Incorrendo numa — pobre? — analogia — in malam partem? — faz lembrar aqueles putos e pitas dos arredores das cidades grandes: jovem urbanidade em estado puro, conhecem o metro de lés a lés, passam as horas livres no centro comercial, vestem Pull&Bear e até conseguem cheirar bem. Vão à discoteca e têm um sintetizador no quarto, computadores portáteis, iPhone e conta no MySpace. Mas por dentro continuam simples, simplórios como os avós camponeses cujos filhos tiveram de sair da terra — melhores porque às vezes são giros e fazem coisas giras — pelo menos simbolizam um querer que muitos outros, os que ficaram para trás, nunca tiveram coragem de assumir; piores porque perderam a ligação às raízes e se esqueceram de quem realmente são.

Custou 3,50€ e não posso deixar de achar que os vale.

14,5