sábado, 13 de junho de 2009

Reguengos '2007

À semelhança do anterior, trata-se de um Alentejano «económico», de pretensões simples. Foi elaborado pela CARMIM com base nas castas Aragonês, Trincadeira e Castelão. Nariz simples, suave, muito frutado mas apenas moderadamente maduro. Frutos vermelhos com ligeira compota, álcool e algum vegetal seco. Ligeiramente vinoso quando aberto, despontou-lhe um pouco de cacau com o arejamento. Boca macia, quase plana, com boa fluidez, mas de estrutura, por assim dizer, insignificante. Algum desenquadramento alcólico... Final curto. Bebível, mas muito longe de se poder considerar minimamente interessante.

2€.

13