terça-feira, 28 de julho de 2009

Quinta da Fata — Clássico '2006

Ainda ando a beber Dão, agora de colheitas mais recentes.

Este vinho veio da Quinta da Fata, sita próximo de Vilar Seco — Nelas.

Consiste num lote de Touriga Nacional, Tinta Roriz, Alfrocheiro, Jaen e Trincadeira. Foi fermentado em lagares de granito e estagiado durante um ano em barricas de carvalho francês. Abri a garrafa nº 2890 de 9000.

Cor bonita, rubi avermelhado. Nada de muito opaco ou escuro. Nariz simples e coeso. Em primeiro plano, fruta vermelha bem casada com sugestões vegetais de carácter vagamente acídulo. Mas também álcool e ligeiro tostado. O corpo, mediano em volume e comprimento, de sabor jovem, mostrou bom equilíbrio entre fruta e acidez, álcool bem integrado e taninos finos, um pouco secos. Nota-se feito para acompanhar comida. Encontrei-o vivo ao segundo dia — e tendo mantido o perfil, di-lo-ia mais redondo.

Em suma, apesar da sua marcada simplicidade de carácter, achei este vinho de pouco menos de 5€ bastante convincente.

15