sábado, 15 de agosto de 2009

Foral D. Henrique (Branco) '2007

Dão (DOC) da Adega Cooperativa de Mangualde. Encruzado, Cercial, Malvasia Fina e Bical. Cristalino e muito clarinho no copo. Levantado algum bafio inicial, revelou um intenso aroma a maçã reineta misturada com melaço, porventura torrado, e alguma forma de químico pungente, a fazer lembrar essência de teribintina. Também pêssego, melão e ligeiro floral que não consegui diferenciar. Sabor na linha do nariz, intenso e com o álcool surpreendentemente bem integrado. Apesar de um relativo excesso de acidez que, de todo, não se pôde ignorar, este vinho acabou por se revelar bebível e — surpresa?! — até agradável. Isto apesar de toda aquela simplicidade um pouco acerba, assente numa estrutura negligenciável, de fraca persistência. Considerando que custou apenas 1,50€, há que apontar-lhe uma RQP louvável!

13,5