segunda-feira, 24 de agosto de 2009

Quinta da Bacalhôa '2007

Da Bacalhôa (Vinhos de Portugal). Basicamente, consiste num lote clássico de Cabernet Sauvignon (90%) e Merlot, estagiado durante 11 meses em barricas novas de carvalho francês.

Cor rubi. Aroma jovem e frutado, um bocadinho tímido a princípio, dominado por sugestões de cereja e pimento verde após hora e meia de decantação.

[E não, não é palermice decantar tintos jovens. Palermice é falar com autoridade de assuntos que não se dominam.]

Ora, continuando, ainda que as notas verdes estivessem bem presentes, de alguma forma me pareceu marcadamente menos vegetal que muitos dos seus congéneres (e isso é bom). Ainda ligeiros apontamentos florais (logo no ataque) e uma ou outra nota especiada, mais evidentes com a evolução no copo.

Corpo mediano em estrutura e profundidade, com untuosidade discreta mas apelativa, boa acidez e sabor firme, consistente com a sobriedade do nariz. Mas de final apenas razoável, menos prolongado e um bocadinho mais taninoso que o esperado.

Vivo e mais falador ao segundo dia. Enfim, está aqui um vinho que já se bebe bem, embora não deixe dúvidas quanto a precisar de tempo. Aposto que vai dar muito mais prazer daqui a 3 ou 4 anos.

16€.

16,5