quinta-feira, 18 de fevereiro de 2010

Quinta do Valdoeiro — Syrah '2007

Syrah bairradino das Caves Messias, vinificado em inox a partir de uvas provenientes de uma parcela única (PN11) da quinta que lhe dá o nome. Fez a fermentação maloláctica em barricas de carvalho francês, onde posteriormente estagiou durante 8 meses.

Violáceo de juventude. Retinto e muito intenso. Uma hora depois de aberto, exalava odores que faziam lembrar frutos vermelhos em envoltório lácteo, quase completamente cobertos por notas de queijo abafado e madeira. Voltei a rolhá-lo e deixei-o a pernoitar no frigorífico.

Encontrei-o muito mais disponível ao segundo dia, repleto de intensas notas de frutos negros, apimentados — a marca característica da casta. Mas ainda completamente dominado por toda aquela madeira... No mais, é longo e volumoso, tem nervo, tem frescor... Promete!

Assim, e como uma nota de prova (para mim, aqui) é uma one-night stand, penso que este vinho acaba por sair penalizado face à sua real valia. Porque embora não veja qualquer exagero em adjectivá-lo de grandioso, parece-me incontestável que, pelo menos de momento, não possui nem a limpidez nem o equilíbrio necessários para que se possa considerar agradável. E assim, a ver que tal evolui...

20€.

15