terça-feira, 29 de junho de 2010

Guadalupe '2008 (Tinto)

Alentejano das imediações de Vidigueira, zona com assinalável tradição no cultivo da vinha, este tinto consiste num lote de Aragonês, Trincadeira e Alfrocheiro, sem estágio em barrica, produzido pela Quinta do Quetzal. Ficha técnica, aqui.

.
.
.

Rubi, escuro. No aroma predomina a fruta, negra, expressiva mas não límpida, madura mas não compotada, misturada com notas de cacau e de folha de tabaco. Mostra na boca corpo e persistência medianos, alguma estrutura e frescura, macieza e equilíbrio q.b., sem doçura livre perceptível.

Será melhor bebê-lo agora, enquanto jovem, que foi para isso que o fizeram.

15


P.S. — Quetzal, Quetzalcoatl, a lenda de Tecún Umán e Quetzalcoatlus: vale a pena explorar um pouco.