quarta-feira, 4 de agosto de 2010

Château Martin — Cuvée La Marsaudrie '2004

Bordalês do Haut-Médoc, produzido e engarrafado por Jean-Marc Martin, de Vertheuil, classificado como Cru Artisan na curiosa hierarquia da região.

Sobre a classificação, resumidamente, em jeito de curiosidade: está abaixo dos ditos Cru Bourgeois, que por sua vez estão abaixo dos Cru Classé, e engloba um conjunto de empresas familiares que se dedicam à produção de vinho, do cultivo da uva à distribuição do produto final. Tem sido usada na região desde há mais de 150 anos, mas apenas em 2006 se criou uma lista oficial de produtores permitidos a utilizá-la, após prova por um júri.

Embora o produtor conste da referida lista, este vinho é anterior à sua elaboração.

60% Cabernet Sauvignon, 35% Merlot, 3% Petit Verdot e 2% Cabernet Franc. Parcialmente estagiado em madeira de carvalho. 12,5% Vol. —

Chega de predicados. Cor granada. Popped&poured, fruta terrosa, de bago vermelho, azul, sangue, pêlo, caça de pêlo, ligeiro café,

(algum volátil de enxofre);

Depois suaviza-se. O volátil começa a levantar. Nota-se um pouco de fumo, também especiarias, indefinidas;

Passa pela boca cheio de sabor, tão mineral, sal, terra, húmus. . . nem gordo nem magro, nem longo nem curto, antes hirto, ácido e taninoso.

Quatro horas depois de aberto, verifica-se muito mais limpo. Perde as notas sulfurosas. Também parte daquela sua acidez quase excessiva. A fruta revela boa profundidade. Não impressiona, nunca, mas chega para guiar, para definir o todo, agora marcadamente especiado do princípio ao fim.

É um vinho que pode parecer acre e abrutalhado a solo, mas brilha à mesa. Emparceirei-o (olhem, uma alternativa ao bregote "maridei-o") com perna de cordeiro assada, batatinhas coradas, salada quente de pimentos e outros que tais, e que bem escorregou!

10€.

16,5