domingo, 24 de outubro de 2010

EA '2009

Lote de Trincadeira, Aragonês, Alicante Bouschet e Castelão, fermentado em inox.

.
.
.


Foi vertido directamente no copo, a 16ºC. Cor rubi. Por entre uma amálgama de frutos negros, doces, não sobremaduros, destacaram-se aromas limpos de ameixa. Com o tempo, notas de vegetal seco e ligeiro achocolatado. Curto e pouco concentrado na boca, de taninos já redondos. Pronto a beber. Apesar de relativamente fresco, suave e equilibrado, não me cativou.

Uma vez provado, bebi-o a acompanhar o almoço, que cá por casa é sempre simples: no caso, salsichas brasileiras, assadas, acompanhadas de pão e uma modesta salada de tomate temperada com sal, azeite e orégãos — e até se portou bem.

14