terça-feira, 21 de dezembro de 2010

Guadalupe — Selection '2005

Mais um da Quinta do Quetzal — Vila de Frades, Vidigueira. Proveniente de cepas Trincadeira, Aragonês e Alicante Bouschet implantadas em solos xistosos, fermentou durante 5/6 dias em cuba de inox, tendo depois estagiado por 8 meses em barricas de carvalho francês e americano.

Mostrou-se razoavelmente intenso, quente apesar da acidez aceitável, sem grande corpo ou persistência. Algo desengonçado, apesar do sabor consentâneo com o cheiro, e ainda assim alegremente seco: segundo o meu gosto, talvez aqui resida a sua maior virtude.

Começou um pouco abafado, com ameixa e madeira, caramelos de nata e azeitona preta. Com o ar, mais ameixa, sóbria, bonita, madura mas não demasiado doce, misturada com vago toque carnoso, a fazer lembrar carne cozida, à Cabernet.

Depois, ginja em compota, rica, a madeira apenas a compor. Cacau, especiarias quentes, uma ou outra nota de oxidação. Já a noite ia longa quando começou a decair, mas o resto que guardei não chegou com vida ao segundo dia.

Terá sido melhor em novo, ou há dois anos atrás.

6€.

15