quarta-feira, 1 de dezembro de 2010

Marquês de Marialva '1987

Baga e Castelão. O contra-rótulo fala de nobreza e indica "vinificação tradicional com curtimenta e estágio prolongado em garrafa" — prolongado, sim, sem dúvida.

Cor acastanhada. Como uma vez li, sinal de plenitude nos grandes vinhos. Uma vez aberto, libertou agressivo e estranho cheiro. Volátil, a posteriori, porque se volatilizou. Deixando, por um momento, fruta em compota, passas, pele, vinagrinho. Tudo muito fraquinho, mas interessante. O pior é que os cheiros desagradáveis não tardaram a crescer, mofo e estábulo, e tanto que levá-lo à boca foi como que uma prova de dedicação. E na boca é Baga, ou melhor, nota-se que foi Baga. De alguma forma ainda vagamente anguloso, mas completamente vazio e avinagrado. Morto.

Estes, normalmente, não são publicados. Fica em jeito de curiosidade, que o rótulo da altura era mais fixe que o usado hoje em dia.