sexta-feira, 3 de dezembro de 2010

Quinta da Murta — Arinto '2009

Arinto de Bucelas, fermentou em inox e estagiou em garrafa até ao dia em que foi aberto — anteontem. O produtor tem presença online.

Do contra-rótulo, gosto da referência à taça de charneco em Henry VI:

"1st Neigh. Here, neighbour Horner, I drink to you in a cup of sack: and fear not, neighbour, you shall do well enough.

2nd Neigh. And here, neighbour, here's a cup of charneco.

3rd Neigh. And here's a pot of good double beer, neighbour: drink, and fear not your man."

(W. Shakespeare, ca. 1590.)

Passando ao vinho, nariz essencialmente cítrico, mas também rico em sugestões florais, talvez madressilva, e de frutos de polpa branca, pêra, líchia, com tão discreta como inequívoca presença vegetal, a fazer lembrar rama de tomateiro. Cheio de sabor, apresenta-se seco, com reminiscências salinas, algum corpo e muito boa acidez. O final é médio. Simples, mas bem conseguido. Tal como este, convenceu.

5€.

15,5