domingo, 17 de abril de 2011

NOPA '2009

Vinho Verde, branco, DOC, engarrafado na casa por Casa do Valle, Soc. Agrícola, Lda. (perdoem a redundância) & shipped by Wine Vision — é o que diz o contra-rótulo. Arinto e Loureiro, sem passagem por madeira.

Nesta fase, quase incolor. O aroma, pouco intenso, lembrou louro, lima, limão, talvez pêras verdes também. Na passagem pela boca reforçou as evocações de pêras, aí objectivamente maduras, algo entre Williams e Conférence. Yah, digam que deliro, e vão-se foder. O vinho, na boca, dizia, sempre leve e fresco, com agulha tão ligeira que praticamente imperceptível à vista e que acabou por desaparecer após uns minutos no copo. Servido muito fresco e sem frappé, ganhou brandura com a exposição à temperatura ambiente — ganhou brandura, travo doce, mais pêra, mais doce, melão. A acidez, contudo, não esmaeceu, e assim lá acabou por se aguentar.

Curto e directo, bem feito, sem grande ambição excepto talvez ser um branco curto e directo, bem feito (barato) — as redundâncias, ai ai — será bom para beber numa esplanada, numa tarde daquelas, assim quentes, quentes e coisas, com o pessoal, a acompanhar camarões grelhados (ou coxas de rã, porque não?) e uns valentes jogos de blitz.

OK, acabei de me aperceber que o pus no lugar da cerveja. De certo tipo de cerveja. :|

3€.

14,5