terça-feira, 23 de agosto de 2011

Bons Ares '2007

Touriga Nacional, Touriga Franca e Cabernet Sauvignon, na proporção 50-10-40 (%), fermentação em cubas, maceração pós-fermentativa, maloláctica parcialmente efectuada em madeira, 18 meses de estágio em tonéis e barricas de carvalho francês. Para quem quiser saber mais, deixo aqui o enlace para a ficha técnica que o produtor disponibiliza no seu sítio web.

Aromaticamente muito bonito, o Cabernet nota-se logo à primeira cheiradela, traz consigo especiarias verdes e castanhas e amargas, mas sem sugestões de calor. Ou pimento. As Tourigas entram com carne, flores e fruta, muita, fresca, madura, vermelha e roxa, clara e alegre, nada abafada, sem qualquer tipo de nota química. Na boca é longo e robusto, com uma frescura que impressiona, sobretudo tendo em conta que se trata de um vinho com 14,5% de álcool. Algum tanino, persistente e ligeiramente seco. Mau grado o lugar comum, arriscaria dizer que senti encontrar-me perante um daqueles casos em que o todo é maior que a soma das partes.

Posto isto, é evidente que se trata de um vinho de guarda, embora já se beba super bem. Acompanhou um bife salteado em manteiga — por aí, não haverá muito a dizer.

10€.

17