sexta-feira, 26 de agosto de 2011

Dom Ferraz '2005

Quem o fez, com quê e como? O contra-rótulo pouco diz. De qualquer forma, como ainda me encontro naquela fase em que, mais que pensar em vinho, gosto de bebê-lo, isso pouco importa.

Servi-o a 16ºC, directamente da garrafa. Cor granada, concentração mediana. Cereja pouco madura, carne, cipreste, eucalipto, musgo, humidade. Sugestões primeiro de contornos sóbrios, agradáveis, depois cada vez mais escuras, acres e amargas. Fruta confeitada na boca, sem profundidade ou fulgor. Doçura mal colocada, resultado de uma acidez quase inexistente e um corpo em declínio. Curto. A morrer. Empurrou uns bocadinhos de queijo, nada de interessante. Abri outro para o jantar.

Imbebível ao segundo dia. E posto isto, sim, é evidente que me desapontou. Terei exagerado nas minhas expectativas? Terei tido, apenas, azar?

4€.

13