quinta-feira, 8 de setembro de 2011

Lidl — Coteaux du Languedoc AOC '2008

Aqui fica o enlace para o artigo da Wiki sobre a região de onde vem este vinho — artigo que por sinal está porreiro e do qual não resisto a transcrever um par de passagens, só para se contextualizarem melhor as coisas:

"The area has around 700,000 acres (2,800 km2) under vines and is the single biggest wine-producing region in the world, being responsible for more than a third of France's total wine production. As recently as 2001, the region produced more wine than the entire United States."

. . .

"The vast majority of Languedoc wines are produced by wine cooperatives which number more than 500. However, the appellation system in the region is undergoing considerable changes with both new appellations being created and existing ones changing. One recent change is that the Coteaux du Languedoc has changed name to Languedoc and been extended to include also the Roussillon."

Ficar-nos-emos por aqui no que toca a informação acerca do espécime abatido — apesar de completamente preenchido de letra miúda, o rótulo deste não diz absolutamente nada.

Simples e vagamente vinoso. A fruta, provavelmente cereja, residual ou pouco mais. Algum vegetal, sugestões de humidade. Musgo? A acidez é suficiente, a persistência não ofende, mas o amargor. . . Curto e magro. Umas horas depois de aberto, cacau e notas oxidativas. Meh.

2€?!

13,5