quinta-feira, 13 de outubro de 2011

Marquês dos Vales — Grace Vineyard '2007

Algarvio da Quinta dos Vales, baseado em Aragonês, Cabernet Sauvignon e Castelão. A ficha técnica, que se pode consultar aqui, fala de maceração a frio, fermentação alcoólica em inox e maloláctica em barricas de carvalho francês, seguida de estágio. Dele se encheram 13000 garrafas, não numeradas.

Foi bebido a 16/18ºC. Das impressões deixadas, destaque para bons frutos vermelhos, envoltos em notas de flores e especiarias, não só mas sobretudo abaunilhados, traço indelével dos dezoito meses que passou em barrica. Revelou-se um vinho de perfil fino e delicado, bem mais próximo do Dão que do vizinho Alentejo, que tanto na expressão da fruta como na forma como a barrica a compõe me trouxe à memória este, quase de caras.

No entanto, tal comparação não o beneficiou, já que acabou por evidenciar certa falta daquele misto de força e concentração a que eu, simplificando, sempre gostei de chamar miolo. Também deixou mais à vista que, provavelmente, a barrica nunca vai chegar a integrar-se por completo.

12€.

15,5