segunda-feira, 10 de outubro de 2011

Union de Producteurs de Saint-Emilion '2008

Produzido pela Cave Cooperative de L'Union de Producteurs de Saint-Emilion (link). Embora o rótulo não adiante absolutamente nada a respeito do conteúdo da garrafa para além da proveniência, rapidamente se nota tratar-se de um lote com elevado teor de Merlot, provavelmente em redor dos 70%, complementado com os costumeiros Cabernet Franc e Cabernet Sauvignon. Também o método de produção terá sido o usual, com fermentação alcoólica em cubas de cimento e maloláctica em barrica, seguida de estágio, muito embora este vinho não tenha brilhado no que concerne a manisfestações objectivas de identidade regional. Mas isso são outras histórias.

Inicialmente bastante fechado, o nariz repleto de notas de especiarias, noz moscada, cravinho, canela, tabaco, acabou por revelar com o arejamento uma dose não negligenciável de fruta vermelha, framboesa e cereja, sempre delicada, com certa ligeireza. Ao mesmo tempo, na boca, fruta mais escura, roxa e negra, mais robusta, embora longe de sumarenta, complementada por algo vagamente especiado mas não verde, ligação bonita que acaba por harmonizar dois conjuntos com diferenças bem perceptíveis.

Com o avançar da refeição que o vinho foi acompanhando, e ainda mais ao segundo dia, as coisas como que se uniformizaram. É aqui que se emite um juízo de valor: fruta decente, alguma complexidade, um porte mais que razoável, taninos, finura, estrutura, comprimento idem. . . equilíbrio agradável, aliás, até alguma elegância. E de forma alguma durará mais 20 anos mas, muito provavelmente, estará melhor daqui a 4 ou 5.

Ou seja, não emocionando, é porreirinho.

10€.

16