sábado, 3 de março de 2012

Domingos Soares Franco, Colecção Privada — Moscatel Roxo '2011

Outro da JMF, desta vez um varietal Moscatel Roxo — a respeito da qual vale a pena seguir o link — que é também um rosé. Relativamente ao processo de vinificação, a respectiva ficha técnica menciona pré-maceração pelicular, a frio, durante 48 horas e fermentação em cubas, a 16ºC. Foi engarrafado sem estágio em Dezembro de 2011.

Como recomendado pelo produtor, foi servido directamente da garrafa, bem fresco. Fino e cheiroso, trouxe consigo bonitos aromas de rosa, líchia e jasmim. Ainda no nariz, será de realçar que a dada altura me fez lembrar X on the Beach pronto a beber. Curioso. Na boca, mostrou-se sempre fresco e discreto, sem o travo adocicado que em boa parte considero responsável pela minha antipatia mais ou menos generalizada pelos vinhos do género. Final OK.

Poder-se-á dizer, enfim, que tem alma de branco. Acompanhou salmão grelhado, posta e lombo. Coisas de cor afim, o vinho e o peixe depois de cozinhado, e que ligaram muito bem. A garrafa foi enviada pelo produtor, que recomenda um PVP de 9,49€.

16