quarta-feira, 2 de maio de 2012

Castillo de Liria — Viura & Sauvignon '2010

Continuo com mais vontade de ouvir FSOL e olhar para jogos antigos entre motores de xadrez que de escrever sobre o que tenho bebido. Mas, que raio, mau grado os parêntesis que lhe integram o nome, o Puto não é uma montra pretensamente artsy de amores e birras, uns discos e umas fotografias pelo meio. O Puto não é um Tumblr! O Puto bebe! :P Assim nasce outro post sobre vinho. E desta vez, um verdadeiramente mainstream! Diz o produtor no respectivo sítio da internet que "está presente en más de 60 países de los cinco continentes, convirtiéndose en una de las marcas españolas de vino más vendidas en el mundo". Bivarietal Viura e Sauvignon Blanc com 11,5% de teor alcoólico, fermentou em inox e foi engarrafado sem estágio.

Servido a 10ºC. Límpido e brilhante, de cor citrina, com reflexos esverdeados. Banana e frutos de polpa branca — maçã, pêra, melão — sobre fundo herbáceo, ligeiramente amargo. Presença agradável, com aromas bonitos, de boa intensidade, e uma boca firme, leve e fresca, onde apenas haverá a apontar o final curto. Face a umas sanduíches de zure haring — arenque em conserva com vinagre branco, cebola, sementes de mostarda, açúcar e outras coisinhas, que se come cru — com fatias de tomate fresco, bem maduro, e azeitonas, não comprometeu.

2€.

14