terça-feira, 12 de junho de 2012

Solar das Bouças — Loureiro '2010

Varietal Loureiro da região dos Vinhos Verdes, ainda outro, desta feita proveniente de uma quinta situada na margem direita do Cávado, a 13Km de Braga. As cepas encontram-se implantadas em solo granítico, com exposição a Sul. Dizem que tal circunstância é favorável ao aparecimento de vinhos com as características tidas como desejáveis pelos apreciadores. Estes fermentaram em inox, tendo sido engarrafados, como aliás é habitual, sem passagem por madeira.

Estava frio quando o começámos a beber, vertido directamente da garrafa. Simples, muito fresco, cor esmaecida, com limão, maçã verde, as notas de louro ou agulhas de pinheiro que terão contribuído para o nome da casta, ligeiro fizz também. Desprendeu sugestões mais maduras com o subir da temperatura, tais como pêssego e toranja. Final curto. Tal como uma muito apreciável parte dos vinhos do género que tiveram as suas notas de prova aqui publicadas, tolerou perfeitamente a companhia de frango de churrasco, frio, naturalmente acompanhado de vários molhos picantes.

3€.

15