quinta-feira, 12 de julho de 2012

Encosta de Mouros — Syrah '2009

Monoscasta Syrah produzido pela Adega Coop. de Mealhada, produtor que aparenta, infelizmente, ainda não ter presença na web. Abri a garrafa nº 47 de 7243 produzidas. No contra-rótulo lê-se que fermentou a temperatura controlada, tendo sido sujeito a regulares délestages. Aparte: neste processo, que os anglófonos incluem nos mais badalados rack-and-return, a manta acumula-se no fundo da cuba à medida que o mosto vai sendo drenado, mosto esse que depois é devolvido ao fermentador pelo topo, usualmente bombeado. À medida que isto acontece, vão-se separando grainhas (por fricção) das uvas, digamos, partidas, grainhas essas que podem, e usualmente são, em parte, removidas. Este processo pode ser repetido amiudadas vezes, em certos casos diariamente, até a fermentação alcoólica terminar. A ideia é simples: maximizar a extracção sem endurecer o vinho (taninos) em demasia. Ou seja: mais cor, pelo menos.

A bebida foi servida directamente da garrafa, aberta meia hora antes. Devia estar a 15 ou 16ºC e foi certamente ganhando calor com a permanência à mesa. A par da fruta, negra mas austera, começou por mostrar azeitona verde e interessantes notas especiadas, de tom quente, que se foram tornando mais negras e profundas com o ar. Na boca, volume e persistência medianos, com acidez considerável e taninos, apesar de tudo, às vezes um pouco rudes. Actualmente com três anos, está simples e ainda algo preso. Penso — e espero — que o seu melhor ainda estará por mostrar. Syrah de clima frio, pareceu-me ter bastante a ver com este, tanto em termos de estilo como de execução.

5€.

15