quarta-feira, 29 de agosto de 2012

Altas Quintas — Crescendo '2005

Lote de Aragonês (80%) e Trincadeira, fermentou em balseiros Seguin Moreau, tendo depois passado 12 meses em barricas de carvalho francês e americano.

Foi servido a 16ºC. Cor granada. Lembro-me de o ter provado há três ou quatro anos atrás. Redondo e gulosinho, tinha uma acidez relativamente discreta, que primava por bem medida face ao que se pretendia no produto acabado. Agora que se deixou evoluir em garrafa, aparenta ter ganho seriedade, um perfil mais seco, se é que tal coisa é possível. A fruta fresca deu lugar a tons mais pesados, com pele e passas a juntarem-se aos compotados de frutos pretos que esperava encontrar. Passou morno e harmonioso pela boca, com persistência mediana, mostrando uma estrutura já completamente madura. Para o meu gosto, não passou ainda o momento ideal de consumo. Porém, já não é o vinho que foi em novo. E daqui em diante, espera-se que tome o caminho descendente.

8€.

15,5