sexta-feira, 10 de maio de 2013

Casa de Saima — Reserva '2010

Faz tempo que não bebia um tinto reserva do produtor. Este, edição recente, composto por 60% de Baga e 40% de Touriga Nacional, as cepas implantadas em solos argilo-calcários, fermentou em lagares e estagiou durante um ano em tonéis antigos de madeira avinhada, à maneira clássica da região.

Resultou um vinho alegre, de volume mediano, com muita fruta doce em destaque. A par de um pouco do verdor terroso da casta predominante, traz aquele toque de rebuçado floco de neve que tanto me agradou em alguns dos seus antecessores. Matizes florais reforçam a ideia de juventude, aparas de lápis e um pouco de pele ajudam a recordar tratar-se de coisa séria. O fim de boca é médio/longo. Não fora a estrutura mostrada, os taninos com garra, tê-lo-ia apelidado de fácil. Muito bem!

Tendo calhado beber-se com uns cubos de lombinho de porco com vegetais preparado neste estilo, mas desta vez mais variado, fica a nota de que poderia perfeitamente ter acompanhado algo mais substancial.

6€.

16,5