sexta-feira, 3 de maio de 2013

Terras de Sto. António — Touriga Nacional '2009

Ao primeiro impacto, apenas flores e etanol. Vertido directamente da garrafa, ainda não tivera tempo para respirar. Bastante concentrado e repleto de sugestões de coisas escuras, nunca chegou, no entanto, a sugerir o peso químico dos exemplares mais corpulentos da casta.

Com o tempo, aquele bloco monolítico de álcool e coisas escuras abre-se, revelando primeiro uma generosa camada de ameixa, mais tarde fruta também vermelha (pareceu-me morango sobremaduro) e muito bonita. E tostados e fumados de barrica. E pinho, menta, um toque de noz.

Bem saboroso logo desde o primeiro gole, cheio mas não muito denso, com o álcool bem integrado e a madeira, mais presente com o vinho na boca, a complementar muito bem a fruta. Vivo, fino e porventura ainda mais limpo ao segundo dia.

Foi bebido com o frango estufado da avó da S, que não sei exactamente como se faz, embora suponha, e que é extraordinário. Juntámos-lhe uns cogumelos salteados e comemos tudo com batatas fritas. Parece simplório? Seja.

6€.

16,5