sexta-feira, 22 de maio de 2015

Ripanço '2013

Ripanço é o nome de uma técnica de preparação vinícola, típica do sul de Portugal, que consiste na retirada do engaço à mão, pressionando os cachos contra uma mesa própria para o efeito, feita de ripas de madeira, com espaços entre si, de modo a deixar de fora a maior quantidade possível de fontes de taninos duros, para que o vinho resulte mais macio.

Se aqui resultou, não sei. Porque este tinto de Reguengos, feito com Syrah, Aragonês e Alicante Bouschet, acabou por me parecer apenas mais um alentejano simples, daqueles focados na fruta, aqui mais vermelha que preta, de recorte ligeiro.

Sem grande profundidade ou estrutura e fim de boca mediano, não tem nada de mal, mas também não emociona. É bem macio e sumarento, com fruta bastante limpa, mau grado a doçura residual apresentada. Com o tempo, apareceram no copo caramelo de leite e café.

Ok para o quotidiano, ligou mesmo bem com a nossa piza do costume, que ao fim de tantos anos, continua sem comprometer.

A garrafa foi oferecida pelo produtor, que recomenda um PVP de 5,99€.

15