terça-feira, 7 de junho de 2016

Anselmo Mendes — Alvarinho Contacto '2013

Outro vinho lá de cima :)

Diferente q.b. e talvez um pouco melhor que o seu antecessor de 2009, quando bebido com menos meio ano de garrafa, está um Alvarinho porreiro, fresco e limpo, com boa profundidade, algum volume e muito equilíbrio.

Abriu floral e foi evoluindo para pêras e drupas, primeiro de polpa branca, depois mais amarelada, em crescendo de complexidade, sobre um curioso "salgadinho" de fundo que encontrei deveras interessante. Algo tropical, também. . .

Face a tudo isto, foi com certa pena que constatei que, de alguma forma, acabou por me deixar a ideia de lhe ter faltado um golpe de asa, alguma característica, por assim dizer, fracturante, que o tornasse único dentro do bom.

O produtor informa que as uvas provêm exclusivamente de Monção e Melgaço, de vinhas com idades que variam entre os 10 e os 32 anos, plantadas em solos graníticos, "com elevado teor de pedra rolada", junto ao rio Minho.

A fermentação foi precedida de curta maceração pelicular e sucedida por um estágio de duração não inferior a 4 meses, em pequenos depósitos de inox, sobre borras finas.

10€.

16,5