segunda-feira, 7 de novembro de 2016

Quinta dos Termos — Fonte Cal, Reserva '2014

Fonte Cal é uma casta branca, autóctone da Beira Interior. Mais comum na zona de Pinhel, onde algumas fontes lhe apontam a origem, será na Quinta dos Termos, de Carvalhal Formoso, concelho de Belmonte — no mapa, fica aqui — que, actualmente, dá o seu melhor, traduzido naquele que, provavelmente, será o seu único varietal em comercialização.

Foi servido fresco, sem qualquer tipo de decantação ou arejamento prévio, a acompanhar um stir fry de inspiração chinesa, substancial mas de sabores suaves, que, entre outras coisas, levou generosa porção de bambu fresco e cogumelos orelha de judas e shiitake, frescos e maduros; a carne, vazia de vitela, grelhada no ferro e fatiada fina, só foi misturada no fim.

Mais expansivo na boca que no nariz, abriu com florzitas do campo, daquelas rasteiras, brancas e amarelas, a que se juntaram suaves notas verdes, herbáceas e limonadas, bem como muitas sugestões minerais, a evocar calcário e giz.

Mostrou-se gordinho e possuidor de boa acidez, viva mas madura, perfeitamente integrada no sabor, seco (de açúcar) e vagamente amanteigado, que terminou a fazer lembrar o amargor residual característico da camomila, em jeito de nota de fundo.

É, em simultâneo, um vinho discreto, peculiar e bom! Mas não teria conseguido desfrutar dele convenientemente, se não tivesse existido da minha parte algum esforço para o entender. Teremos, então, um vinho que, apesar de todas as qualidades já referidas, se presta a ser mal interpretado? Magnífico!

7€.

16,5