segunda-feira, 20 de fevereiro de 2017

Quinta da Fonte do Ouro — Reserva '2013

Quase um mês sem aqui trazer um vinho do Dão! Poderá ser?

Este consiste num lote composto por 50% de Touriga Nacional, junto com Tinta Roriz, Alfrocheiro e Jaen. Após a fermentação maloláctica, metade estagiou, 9 meses, em barricas novas de Allier, metade em inox. Abri a garrafa nº 11938 de 13333 produzidas.

Servido sem arejamento prévio, combina camadas de fruta vermelha, entre a cereja e a framboesa, com uma quantidade apreciável de grafite e chocolate preto que lhe "escurecem" o carácter — meio contraste original e interessante.

Cresce no copo. Persiste o carácter achocolatado, mas não como tom dominante, em parte substituído por complexidade floral. Na boca, um compromisso simpático entre porte e delicadeza. Termina razoavelmente longo.

Nesse dia, a S grelhou espargos e rodelas de courgette. Assou cenoura e couves-de-bruxelas. Arranjei fatias finas de lombo adobado de porco ibérico. Não foi preciso mais.

Localizada em Nelas, a Quinta da Fonte do Ouro abrange 3,5 hectares de vinha e pertence à Soc. Agrícola Boas Quintas, de Nuno Cancela de Abreu.

11€.

17