quinta-feira, 29 de junho de 2017

Azienda Agricola Basilisco — Teodosio '2010

Basilicata, ou Lucânia, é uma região da Itália meridional que faz fronteira a sudeste com o mar Jónico, a este com Apúlia, a oeste com Campânia, a sudoeste com o mar Tirreno e a sul com a Calábria. Este vinho, produzido pela Azienda Agricola Basilisco, de Barile, trazido até nós sob a D.O. Aglianico del Vulture, vem de lá.

Monovarietal de Aglianico criada em terreno vulcânico, a 500m de altitude, fermentou em inox e estagiou "10-12 meses", citando o produtor, em barricas de segundo e terceiro ano. Vem vedado com rolha DIAM.

Fruta em primeiro plano, cereja "seca" de carácter muito mediterrâneo, que me trouxe à memória os poucos Cannonau da Sardenha que experimentei.

Com ela, cacau, folha de tabaco e grafite. Vago almiscarado. Apesar de não muito amplo, bouquet exótico e interessante.

Enche mais de meia boca, com um "miolo" intenso e focado, cheio de personalidade, que alguns poderão entender como abrupto, talvez. O álcool e a acidez sentem-se e os taninos são finos, mas bem presentes. Bastante persistente, acalma um pouco depois do embate inicial.

Proporcionou uma sensação curiosa: à medida que ia sendo consumido, sem que o acompanhamento mudasse, houve momentos em que pareceu ser o álcool o condutor da sua força, com a acidez a refrescá-lo, por assim dizer, a compensar. De outras vezes, pareceu ser a acidez a puxar por ele, independentemente do álcool.

Vivo e bom ao segundo dia — pouco diferente da noite em que foi aberto, talvez mais calmo.

Em suma: forte (sem ser um monstro) e original. Não sei se vale os 93 pontos que a Wine Advocate lhe atribuiu em Abril de 2015, mas será difícil não gostar dele.

12€.

17