sábado, 10 de março de 2018

Grego — Garnacha Centenaria '2015

Feito com uvas de diversas parcelas, não especificadas pelo produtor, que se presumem muito velhas, pretende ser um Garnacha de montanha "low cost", produzido nos limites da denominação "Vinos de Madrid".

Sem mais delongas, até porque este espécime não apresenta predicados que o justifiquem, a prova:

Cor rubi, escura, de opacidade mediana. O aroma surgiu dominado por frutos vermelhos — nenhum em concreto — e suas guloseimas, com toque de flores e algo que inicialmente me pareceu lácteo, ou talvez barrica, mas que acabou por me parece um pontinho verde, vegetal.

Sem grande estrutura, e também sem esconder que dela ainda há algo por amaciar, acabou por se mostrar bastante fresco para os seus 14,5% de álcool, com sabor agradável, de persistência mediana, marcado por ligeiro amargor, típico, ou talvez melhor dizendo, comum, mas de que gosto.

Apesar de bem feito, falta-lhe a profundidade, a concentração e até a alegria que fazem um grande garnacha de montanha. As limitações começam logo na matéria prima, ponto final. Mas deixa perceber, por alto, o que é um vinho do género. E para o preço, não está mal.

6,50€.

15,5