sábado, 17 de agosto de 2019

Cimarosa - Winemaker's Selection by Christian Rojas '2012

Olho para os arquivos dos primeiros anos do Puto e impressiono-me com a naturalidade com que bebia e apreciava tintos encorpados e cheios de madeira em qualquer almoço de verão. Hoje em dia já não é assim. Mau grado a disponibilidade de soluções de climatização, com o calor, prefiro comer coisas simples, cada vez mais simples, na verdade, e tento acompanhá-las com vinhos à altura. Ou seja, que liguem.

Cimarosa é, ou era, a marca genérica dos vinhos do Lidl. O contra-rótulo deste apresenta a "Winemaker's Selection", colecção onde se insere, como um conjunto de vinhos produzidos e seleccionados, em quantidades limitadas, por vários produtores, de vários locais do mundo. Ou seja, esté um tinto do Lidl, mas de edição limitada a 99.800 garrafas, proveniente do Valle de Colchagua, no Chile, onde foi feito e selecionado por Christian Rojas, que na altura era enólogo-chefe da Viña Luis Felipe Edwards.

O lote é composto por Cabernet Sauvignon, Syrah e Carménère, com um anos de estágio em carvalho francês e americano. E sem ser nenhum estrondo, cumpre bem. Ainda não acusa muito o peso da idade, continuando super generoso, carregado de ameixa e frutos silvestres, todos bem maduros, naquele registo limpo e sumarento, com cacau e especiarias, temperado só com um bocadinho de barrica, que tanto marca as propostas mais mainstream do hemisfério sul. Há dois ou três anos atrás, estaria ainda melhor, que o lustro da juventude cai bem a este tipo de tinto. Mesmo assim, gordo e aveludado na boca, com certa sensação de calidez e um final médio+, acompanhou lindamente uma tarde de febras grelhadas, beringelas japonesas tratadas da mesma maneira, pimentos assados, salada de tomate e azeitonas, algum azeite a dar brilho a tudo e muitas rodelas de limão.

Não me lembrando exactamente de quanto paguei por ele, muito me surpreenderia se tivesse sido mais de 5 ou 6€.

16